Carregando... Por favor, aguarde...
 
Livraria RED
   
 
11 3853-7505
 
 

Assine News


A Experiência Tupamara

  • Imagem 1
Preço:
R$ 40,00
Código:
978.85.67877-04-4
Peso:
0,23 KGS
Pagamento:
Entrega:
Entrega grátis
Recomendar:
Quantidade:
Bookmark and Share


Descrição do Produto

A Experiência Tupamara – Pensando em futuras insurreições é uma contribuição ao debate interrompido sobre as causas da derrota guerrilheira no Uruguai e um esforço para desentranhar as razões da confusão atual no que costumamos chamar de “esquerda”, as causas do que Zabalza chama de segunda derrota, a derrota ideológica. Há uma frase no texto que resume o objetivo do autor e que antecipa uma conclusão a respeito dos caminhos a serem percorridos: “A pátria grande somente pode ser uma sociedade desobediente à lógica capitalista se assenta sobre mulheres e homens criadores de poder popular e gestores da produção socialista; criadores, numa palavra, da revolução socialista de libertação nacional”.
Samuel Blixen

 
O relato e a reflexão propostos por Zabalza em “A Experiência Tupamara” constituem o ponto de chegada de seus livros anteriores. O autor havia publicado anteriormente vários volumes, como: “Tejazo e outras insurreições”, “A Estaca”, “O Medo da Democracia” e “O Velho e Sabido”. A esses trabalhos, foram agregados mais tarde: “Zero à Esquerda. Uma Biografia de Jorge Zabalza”, de Frederico Leicht (Montevidéu, Letraeñe, 2007) e “Raúl Sendic, o Tupamaro. Seu Pensamento Revolucionário” (Montevidéu, Letraeñe, 2011), no qual Zabalza reúne e comenta os principais textos e intervenções políticas – materiais muitas vezes desconhecidos ou ou mal-digeridos – do principal ideólogo da insurgência. “A Experiência Tupamara” é
a coroação sintética dessa prolongada reflexão política.
Néstor Kohan

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Jorge Zabalza (1943) nasceu em Minas, Departamento de Lavalleja. Deu seus primeiros passos como militante no Liceu de Minas, onde presidiu a Associação de Estudantes Eduardo Fabini. Na Universidade, desenvolveu sua atividade política no Centro de Estudantes de Contabilidade e na Federação de Estudantes Universitários (FEUU). Em 1967 viajou a Cuba com o objetivo de incorporar-se imediatamente à guerrilha comandada por Che Guevara na Bolívia. Mas, terminado o treinamento, regressou ao Uruguai para ingressar no Movimento de Libertação Nacional -Tupamaros (MLN-T), em 1968. No ano seguinte, quando o Movimento preparava a tomada da cidade de Pando, foi preso. Depois de uma sucessão de fugas e novos enfrentamentos, caiu prisioneiro das Forças Armadas em 1972. Durante a ditadura civil-militar que no Uruguai em 1973, viveu, juntamente com outros companheiros, na condição de refém. Com a reconstitucionalização de 1985, foi libertado. Integrou o Comitê Central e o Comitê Executivo do MLN-T até 1995. Durante esse período, esteve à frente
dos jornais “Mate Amargo” e “Tupamaros”. Diferenças políticas irreconciliáveis o separaram da organização na VI Conferência Nacional de 1995. Foi vereador pelo Movimento de Participação Popular (MPP) por Montevidéu entre 1995 e 2000. Desempenhou também o ofício de açougueiro no bairro de Santa Catarina, onde vive. Desfruta do amor de sua companheira, de seus dois filhos e de seu neto.

Encontrar produtos similares pela categoria

Clientes que viram este produto também viram

Incluir na lista

Clique no botão abaixo para incluir A Experiência Tupamara em sua lista de desejos.

Recentes


 
   
 
 
Livraria RED
São Paulo
11 3853-7505
atendimento@livrariared.com.br
 
Powered by Sua Marca